Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.
De acordo com a legislação atual, informamos que a nossa empresa NÃO utiliza cookies para melhorar experiências a quem nos acessa. Por favor leia nossa Política de privacidade e saiba mais sobre a transparência e Governança Corporativa da nossa organização.
OK

Aviação

Alitalia nega rumores e garante: “Todas as operações permanecerão normais”

Anúncio foi feito durante uma coletiva de imprensa em São Paulo, que contou com a presença de autoridades da companhia aérea italiana

Anúncio foi feito durante uma coletiva de imprensa em São Paulo, que contou com a presença de autoridades da companhia aérea italiana (Foto: Eric Ribeiro)


SÃO PAULO –
Nesta quinta-feira (23), a Alitalia realizou uma coletiva de imprensa em sua sede na capital paulista para apresentar o balanço de 2019 e por um fim nos rumores sobre o fim de suas operações. Nicola Bonacchi, Vice Presidente de Vendas Internacionais “Leisure”, Benedetto Mencaroni, Gerente Regional para as Américas e Nelson de Oliveira, Diretor de Vendas Brasil da Alitalia estiveram presentes na coletiva.

“O ano de 2019 foi um bom ano para a Alitalia. A receita de passageiros aumentaram 1,7% e viajantes e voos de longo alcance somaram 4,7%. Nós continuamos crescendo e a Alitalia é a segunda companhia aérea da Europa com melhor desempenho de performance e a sétima do mundo”, afirmou Nicola Bonacchi.

Nicola Bonacchi, Vice Presidente de Vendas Internacionais "Leisure" da Alitalia (Foto: Eric Ribeiro)

Nicola Bonacchi, Vice Presidente de Vendas Internacionais “Leisure” da Alitalia (Foto: Eric Ribeiro)

“Isso mostra que nós continuamos a investir para garantir a operação para nossos clientes. Quero aproveitar esse momento para esclarecer alguns rumores que tem rolando na mídia. Acredito que nossa voz é a melhor pra dizer o que realmente esta acontecendo com a aérea”, completou.

Em dezembro, a Alitalia recebeu um novo empréstimo aprovado pelo conselho de ministros da Itália e uma data limite foi estipulada para que a estatal arrumasse um novo acordo com investidores. Nicola afirmou no entanto que 31 de maio, a data divulgada previamente não é o deadline da companhia e sim a data para que a empresa “crie” uma nova companhia. “Isso significa que nos confirmamos e garantimos todas as operações. Quero ser bem especifico nisso: Nós estamos garantindo que todas as operações permanecerão normal até e após o dia 31 de maio”.

“Nada está descartado”, Nicola Bonacchi

Segundo o Vice Presidente de Vendas Internacionais “Lazer”, a Alitalia está aguardando o novo formato de acordo que o governo italiano fará mas que nenhuma possibilidade está descartada. “A Lufthansa e a Delta estão dentro do jogo ainda. Até esse momento, estamos decidindo o melhor parceiro para nossa companhia. Nenhuma possibilidade esta descartada. Tudo isso esta sendo discutido mas não posso revelar muitas informações pois o processo segue em andamento”, explicou Nicola.

“Muito se falou em uma nova companhia e da total nacionalização da empresa. Tudo está sendo decidido entre o governo e o CEO de forma confidencial. Acredito que fecharemos um acordo em breve mas nenhuma data está garantida. O que eu posso afirmar neste momento é que nada será tocado – a pedidos do próprio Ministro da Economia da Itália, Stefano Patuanelli, nenhum funcionário será afetado e muito menos as nossas rotas”, finalizou Bonacchi.

DANDO CONTINUIDADE AO CRESCIMENTO

A partir de junho, a empresa continuará 100% operacional e segue expandindo, de acordo com os executivos. No dia 1 de junho, a companhia aérea irá inaugurar a nova rota Roma – São Francisco. Pensando no ponto de vista comercial, a Alitalia também mudará sua base no Japão e passará a operar em Haneda (Aeroporto Metropolitano de Tóquio) com voos diário de março à outubro. “Essa mudança foi tomada pois aumentam as oportunidades comerciais para a gente. Já estamos pensando nas Olimpiadas de 2020. Seremos a companhia aérea oficial que leverá a seleção italiana para os jogos”, afirmou Nicola.

Entre os planos para 2020 estão também o aumento da capacidade entre Milão e Alemanha, com o inicio da nova operação para Hamburgo. “Esse novo destino é estratégico por conta dos cruzeiros, principalmente por conta das nossas parcerias com a MSC e com a Costa Cruzeiros”.

MERCADO BRASILEIRO

O Brasil é o segundo maior mercado da Alitalia, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. Por esse motivo, a aérea se mostra interessada em continuar investindo no país. Em novembro de 2019, a Alitalia fechou um acordo de codeshare com a Azul, ampliando sua conectividade no Brasil. Mas a companhia pretende continuar expandindo para alcançar cada vez mais destinos do seu segundo principal mercado.

“No Brasil nós queremos aumentar nossa presença com outros codeshares, com outras aéreas para conectar o mercado brasileiro inteiro com a Itália. Por isso já estamos trabalhando e negociando um outro acordo que vai nos dar ainda mais cobertura no Brasil fazendo com que o nosso produto seja viável em todas as regiões do Brasil”, declarou o VP.

A Alitalia não pretende expandir suas rotas no país, mas focar para consolidar ainda mais os destinos que já opera: Rio de Janeiro e São Paulo. “Neste momento, a estratégia é focar nas rotas do Rio e de São Paulo, principalmente agora que somos a única companhia a operar um voo direto entre São Paulo e Roma. Mas não temos pretensão de iniciar novas rotas no país”, informou.

 

Receba nossas newsletters