Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Aviação

Após cinco anos, Airbus perde liderança para Boeing em encomendas de aeronaves

Airbus_Boeing-960x640

Empresa americana alcançou a liderança pela primeira vez desde 2012.

Após cinco anos ocupando a liderança de mercado no número de encomenda de aeronaves, a Airbus teve sua série quebrada pela Boeing em 2018. A fabricante americana registrou 893 pedidos no ano passado, enquanto a francesa teve 747, uma redução de 33%, na comparação com 2017. Esta é a primeira vez, desde 2012, que a Boeing fica a frente da Airbus.

Apesar de perder a liderança em encomendas, a Airbus quebrou seu recorde de entrega de aeronaves pelo 16º ano consecutivo, ficando bem próxima do número de entregas da Boeing. A fabricante europeia entregou 800 aviões, alta de 11% em relação ao ano anterior, incluindo 20 unidades do modelo A220. Já a americana entregou 806 aeronaves, e manteve o título de maior fabricante de aviões do mundo pelo sétimo ano consecutivo.

Com isso, o número de entregas de aeronaves em 2018 registrou um crescimento de 8%, chegando ao seu patamar mais alto dos últimos seis anos. O resultado é decorrente da forte demanda por aviões de passageiros em todo mundo e não foi afetado nem mesmo após a Boeing não ter cumprido meta de entregas e a Airbus ter reduzido sua estimativa inicial causa de problemas na cadeia global de fornecedores.

Fontes ligadas ao setor afirmam que problemas industriais e mudanças na administração foram os fatores responsáveis por prejudicar a Airbus na busca por novos negócios. A Boeing, por sua vez, vem obtendo, grande sucesso com a produção do 787 Dreamliner, modelo que contou com 145 aeronaves entregues em 2018, e com o novo 737 MAX, que representou quase metade dos 580 737s entregues pela fabricante no ano passado.