Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Aviação

Funcionários da British Airways ameaçam fazer greve durante o verão europeu

british-768x432

O motivo da paralisação seria por conta de um corte salarial de 10% na pandemia que acabou não sendo restabelecido em meio à retomada do Turismo

Às vésperas do início do verão na Europa, os sindicatos Unite e GMB convocaram uma reunião com funcionários de check-in e de solo da British Airways para que seja votada uma ação de greve, com ameaça de interrupção justamente durante o pico das viagens de meio do ano. O motivo da paralisação seria por conta de um corte salarial de 10% na pandemia que acabou não sendo restabelecido em meio à retomada do Turismo.

Por outro lado, segundo os sindicatos, as partes administrativa e gerencial da British Airways já retomaram seus antigo salários. Além disso, outros funcionários ainda receberam um bônus de 10%, enquanto os funcionários do check-in e de solo ainda não tiveram nem 100% dos salários restabelecidos.

“Sob o argumento da Covid, a British Airways usou a prática abominável de demissão e recontratação para reduzir o salário do staff de check-in e assistentes em solo em 10%. Em mais um movimento vergonhoso, a British Airways agora restaurou 100% do salário dos gerentes, mas manteve o corte para esses trabalhadores. É por isso que nossos membros votaram para proceder à greve”, disse Sharon Graham, secretária-geral da Unite.

Ela disse que a British teve a oportunidade de restaurar os níveis salariais, mas não o fez. Nadine Houghton, oficial nacional da GMB, acrescentou: “Esses trabalhadores estão reivindicando o que roubaram deles devido à insensibilidade da a companhia”.

Fonte: TTG Media

Receba nossas newsletters
 

Todo o conteúdo produzido pelo Mercado & Eventos é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo sem autorização do Mercado & Eventos.

Para compartilhar esse conteúdo, utilize uma das formas de compartilhamento dentro da página.