Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Aviação / Política

Infraestrutura e governo do RJ criam frente para aprimorar concessão do Santos Dumont

aeroporto santos dumont sdu Divulgação Infraero

O grupo atuará por prazo determinado de 30 dias, a partir de 19 de janeiro, para ser discutida e avaliada a proposta do governo federal para o SDU e eventuais ajustes propostos pelos integrantes

A polêmica criada pela concessão do Aeroporto Santos Dumont ganhou mais um capítulo nesta quarta-feira (12). Um grupo de trabalho (GT) para aprimorar o modelo de concessão será constituído, em trabalho conjunto do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, do governador do Estado do Rio de Janeiro, Claudio Castro, e do senador Carlos Portinho.

O GT será formado por técnicos dos governos federal e estadual, além de representantes do consórcio contratado para elaboração dos estudos da 7ª rodada, setor produtivo fluminense e demais autoridades locais. O grupo atuará por prazo determinado de 30 dias, a partir de 19 de janeiro, para ser discutida e avaliada a proposta do governo federal para o SDU e eventuais ajustes propostos pelos integrantes.

O objetivo comum é estabelecer acordo para uma solução técnica conjunta que garanta o equilíbrio do sistema multi-aeroportos do estado, de modo que os aeroportos Santos Dumont e Galeão operem de forma coordenada, sem a famosa concorrência predatória como teme o governador Cláudio Castro e o prefeito do Rio, Eduardo Paes.

Segundo o MInfra e o governo do RJ, ao fim do período determinado, serão apresentadas de forma conjunta as propostas de ajustes técnicos e respectivas soluções referentes à 7ª rodada, que está em análise no Tribunal de Contas da União (TCU). Acolhidas pela Corte de Contas, elas farão parte do edital a ser lançado pelo Governo Federal para o leilão da 7ª rodada.

“O Ministério da Infraestrutura e o Governo do Estado do Rio de Janeiro ressaltam o compromisso mútuo na busca pelo melhor modelo para a concessão do Aeroporto Santo Dumont e a disposição em manter o diálogo aberto, tendo como objetivo comum a defesa pelos interesses do Rio de Janeiro”, informaram, em nota do MInfra.

Alerj suspendeu futuras obras

Nessa segunda-feira (10), a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) suspendeu os efeitos da licença emitida pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea) que autorizava a realização de obras estruturais no Aeroporto Santos Dumont. O Decreto Legislativo 20/21, de autoria do presidente da Alerj, André Ceciliano, impede a ampliação das pistas de pouso e decolagem do SDU sobre a Baía de Guanabara.

Receba nossas newsletters
 

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link https://www.mercadoeeventos.com.br ou utilizando uma das formas de compartilhamento dentro da página. Todo o conteúdo produzido pelo Mercado & Eventos é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo sem autorização.