Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Cruzeiros

Temporada 2022/23 da MSC no Brasil terá 35% mais cabines que no pré-pandemia

Ignacio Palacios, diretor de Vendas e Revenue da MSC Cruzeiros; Paula Sperle, executiva de Vendas Rio; e Eduardo Simões, diretor de Marketing da MCS Cruzeiros

Ignacio Palacios, diretor de Vendas e Revenue da MSC Cruzeiros; Paula Sperle, executiva de Vendas Rio; e Eduardo Simões, diretor de Marketing da MSC Cruzeiros

RIO DE JANEIRO – A MSC Cruzeiros espera fazer a maior temporada de cruzeiros marítimos de sua história no Brasil em 2022/23, com uma oferta de cabines 35% superior às oferecidas no período anterior à pandemia, em 2019. Ao todo, a companhia espera receber um total de 320 mil hóspedes nesta temporada de verão que começa em novembro e se estende até abril de 2023.

E, os responsáveis em parte por esse otimismo, além da retomada com força dos cruzeiros marítimos em todo o mundo, são os novos produtos da MSC em águas brasileiras, como o MSC Seaview, para 5,2 mil passageiros, e o MSC Seashore, uma evolução do navio anterior e o maior e mais moderno a navegar no Brasil, para 5,8 mil hóspedes.

Esta embarcação abre uma experiência única ao cruzeirista, pois foi projetado para aproximar o hóspede do mar com a promenade externa em toda a extensão do navio. Ambos privilegiam o ambiente externo, com grandes áreas para entretenimento, caminhadas e exercícios ao ar livre, como convém para navios projetados também para navegar em regiões de clima mais quente.

“O Brasil sempre recebe os navios mais modernos e maiores da frota MSC. Sem dúvida respeitamos muito nossos clientes aqui no país, que ao longo de seguidos anos vem registrando um crescimento acentuado de novos cruzeiristas, o que torna o Brasil um mercado estratégico para a companhia”, assinalou Ignacio Palacios, diretor de Vendas e Revenue da MSC Cruzeiros, que liderou o roadshow da MSC no Rio de Janeiro, nesta terça-feira (24).

Ignacio Palacios, diretor de Vendas e Revenue da MSC Cruzeiros

Ignacio Palacios, diretor de Vendas e Revenue da MSC Cruzeiros

CINCO PORTOS DE EMBARQUE – O Brasil, país continental, é assistido pela MSC ao longo de toda a costa, com cinco portos para embarque – Itajaí, Santos, Rio de Janeiro, Salvador e Maceió (exclusivo, somente a MSC opera nesse porto do Nordeste) – aproximando e assistindo a todos os cruzeiristas o mais próximo possível para o embarque.

PROTOCOLOS – Os protocolos sanitários para embarcar na próxima temporada continuarão sendo observados e cumpridos de acordo com a evolução da pandemia e adaptados ou flexibilizados de função da realidade do momento, lembrou Eduardo Simões, diretor de Marketing da MSC Cruzeiros. Ele adiantou que a companhia desde sempre, inclusive antes mesmo da pandemia já adotava medidas sanitárias de prevenção a infecções e doenças.

“Essa sempre foi nossa prática e agora, com a retomada, não seria diferente, atendemos todas as recomendações e protocolos do Ministério da Saúde e Anvisa”, observou, lembrando que não tem dúvida quando à segurança sanitária nos navios da MSC. “Hoje o local mais seguro para férias e viagens mais curtas, não tenham dúvida, são os cruzeiros da MSC”.

Temporada 2022/23

O primeiro navio a chegar ao Brasil para a temporada de verão na América do Sul, que terá um total de 110 cruzeiros, será o MSC Fantasia, com embarques em Santos/SP e roteiros pela região sudeste, Argentina e Uruguai.

O MSC Armonia ficará baseado em Itajaí/SC para atender principalmente cruzeiristas do Sul do Brasil e terá embarques também no Rio de Janeiro e Santos para seus roteiros rumo à Argentina e Uruguai, mais a opção única de Balneário Camboriú.

Agentes de viagens conhecem as novidades da MSC

Agentes de viagens conhecem as novidades da MSC

Já o MSC Seaview, pela primeira vez partindo do Rio de Janeiro, fará roteiros rumo ao Nordeste brasileiro, Argentina e Uruguai. A “estrela carioca” é uma oportunidade única para quem deseja uma viagem mais prolongada, de pelo menos 15 dias, partindo do Nordeste e descendo até Buenos Aires. A temporada do Seaview se estende de novembro até meados de março.

O maior e mais moderno navio da história a navegar pelo Brasil, o MSC Seashore, operado a partir do porto de Santos/SP terá embarques, também, em Salvador/BA e Maceió/AL, e fará roteiros pelo Nordeste.

117 mil cruzeiristas embarcados na última temporada

Na última e desafiadora temporada de cruzeiros foram embarcados 117 mil cruzeiristas em razão, principalmente, dos efeitos da pandemia que ainda não estava totalmente controlada. “Hoje, com boa parte da população do Brasil vacinada com a terceira dose, nossa expectativa é que realmente alcancemos a melhor temporada de cruzeiros de todos os tempos no Brasil”, disse Eduardo Simões. “A MSC disponibilizará 158 mil cabines, de novembro a abril, o que, ainda que timidamente, representam cerca de 320 mil hóspedes”, acrescentou Ignácio Palacios.

Com 19 navios em operação na frota, a MSC espera outras duas embarcações que serão lançadas ainda este ano, como o World Europa, que representará o início de uma nova era do setor cruzeiros, e o MSC Seascape, que oferecerá uma nova experiência imersiva de conexão dos hóspedes com o mar. E, até 2025 serão incorporados mais dois navios, totalizando uma frota de 23 embarcações navegando por todo o mundo.

Além dos navios e itinerários em outras regiões do mundo, como o Mediterrâneo, Norte da Europa, Caribe, América do Norte e Oriente Médio e África, os agentes de viagens conheceram também as MSC Grand Voyages e os MSC World Cruises, que, inclusive já podem colocar em suas prateleiras de produtos, organizar pacotes e vender os sonhos de consumo de uma demanda cada vez maior de brasileiros que nos últimos tempo tem optado por cruzeiros marítimos.

Receba nossas newsletters
 

Todo o conteúdo produzido pelo Mercado & Eventos é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo sem autorização do Mercado & Eventos.

Para compartilhar esse conteúdo, utilize uma das formas de compartilhamento dentro da página.