Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.
De acordo com a legislação atual, informamos que a nossa empresa NÃO utiliza cookies para melhorar experiências a quem nos acessa. Por favor leia nossa Política de privacidade e saiba mais sobre a transparência e Governança Corporativa da nossa organização.
OK

Destinos / Hotelaria / Turismo em Dados

Ocupação hoteleira nos EUA cresce e RevPar já supera números pré-pandemia

RCD Hotels anuncia a abertura de novos serviços e programa no espaço Kids Club para famílias que inclui aulas de pizza, yoga para crianças. (Divulgação)

Miami obteve as maiores altas em Diária Média e RevPAR

A ocupação dos hotéis nos Estados Unidos vem melhorando semana após semana, segundo informações da STR, empresa de análise de dados da indústria hoteleira. De 4 a 10 de julho, por exemplo, a ocupação nos hotéis e resorts em todo o país foi de 67,2%, queda de 9,3 p.p na comparação com 2019. Já Diária Média foi de US$ 139,84, 5,4% a mais que em 2019, enquanto a receita por quarto disponível (RevPAR) foi de US$ 93,99 (-4,4 p.p).

Entre os 25 principais mercados, o estudo da STR descobriu que Norfolk/Virginia Beach teve o maior aumento de ocupação em 2019, melhorando 3 pontos percentuais e chegando a 80,5%, enquanto Minneapolis teve o declínio mais acentuado em comparação com 2019, queda de 34,1 p.p para 52,6%.

Já Miami obteve as maiores altas em Diária Média (aumento de 44,7% para US$ 225,14) e RevPAR (aumento de 30,7% para US$ 152,45 em 2019). As maiores quedas de RevPAR, no entanto, foram em San Francisco/San Mateo (-55,2% para US$ 89,11) e em Boston (queda de 47,6% para US$ 94,03).

Receba nossas newsletters