Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Política

Diretor defende manutenção da Embratur e incremento da promoção turística

Eventos no Rio de Janeiro reforçam a importância do potencial do Turismo na economia nacional

Eventos no Rio de Janeiro reforçam a importância do potencial do Turismo na economia nacional

A modernização do modelo de gestão da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) e o consequente aumento dos investimentos em promoção internacional do potencial brasileiro para o setor receberam apoio do trade turístico nacional, nesta quarta-feira (5), no Rio de Janeiro. O diretor de Inteligência competitiva da Embratur, Gilson Lira, representou o Instituto no almoço de boas-vindas promovido pela Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo para o novo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro António, indicado pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro.

Lira defendeu a manutenção do Instituto e a necessidade da transformação da autarquia em uma agência de promoção turística, mais moderna e flexível que o modelo de gestão da atual, como autarquia vinculada ao MTur. O diretor elenca como umas das primeiras missões do novo comandante da pasta, trabalhar pela transformação da Embratur. “Com uma Embratur mais moderna e com orçamento robusto poderemos dar novo impulso à promoção do turismo brasileiro no exterior. Isso é fundamental para que o bom momento que a atividade atravessa se reverta em resultados econômicos, com a maior entrada de turistas e divisas internacionais”, defende.

O bom momento, no qual Lira se refere, é oriundo de conquistas recentes do setor, como a manutenção do Ministério do Turismo como pasta exclusiva na Esplanada dos Ministérios. O diretor destacou também a gestão e os serviços prestados pelo atual ministro, Vinicius Lummertz, para o desenvolvimento do setor à frente da pasta. “A atuação da cadeia produtiva do turismo foi decisiva para sensibilizar o presidente eleito sobre a necessidade da permanência da pasta. Temos hoje um trade turístico forte e unido. O momento é oportuno para dar musculatura à Embratur, ao seu orçamento e atuação. O fortalecimento institucional do turismo brasileiro será fundamental na conquista de resultados positivos na economia. O presidente eleito fez um discurso de estadista ao dar prioridade ao turismo e colocar o setor no centro da pauta política e econômica do país”, analisa Gilson Lira.

A modernização da Embratur e sua importância para o crescimento do turismo internacional no país foi consenso no encontro, inclusive recebeu apoio do atual e do próximo comandante da pasta no próximo Governo. Marcelo Álvaro Antônio, que assumirá o MTur em janeiro, acredita que sua atuação junto aos congressistas pode dar celeridade a tramitação do projeto da Embratur.

“Com minha experiência como parlamentar, acredito que podemos trabalhar para a aprovação de projetos de lei considerados urgentes para o desenvolvimento do setor no Brasil. Entre eles, o que transforma a Embratur em uma agencia de promoção turística, mais dinâmica e próxima da iniciativa privada, capaz de contribuir decisivamente para a atração de mais turistas estrangeiros para os destinos turísticos brasileiros e movimentar nossa economia “, ponderou.

O atual ministro, Vinicius Lummertz, trabalhou em sua recente passagem como presidente da Embratur e agora como integrante do primeiro escalão do Governo, no encaminhamento da transformação da autarquia em agencia. Para ele, “o novo modelo de gestão, aos moldes das melhores práticas mundiais do setor, pode elevar o patamar do turismo brasileiro e gera a oportunidade para o Brasil competir de forma mais igualitária no concorrido mercado da promoção internacional”.

Já o deputado Herculano Passos, presidente da Frentur, destacou o projeto da Embratur, mas também outros pleitos que tramitam no Congresso Nacional em caráter de urgência relacionados ao turismo, como o que amplia o capital estrangeiro nas empresas aéreas nacionais e atualiza a legislação vigente no setor. “O presidente da Câmara dos De