Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Aviação / Turismo em Dados

Aviação brasileira transporta em 2020 o menor número de viajantes desde 2005

Aeroporto Internacional de Brasília-297

Volume é 56% menor do que o registrado em 2019

A aviação brasileira transportou um total de 52 milhões de passageiros domésticos e internacionais em 2020, um volume 56% menor do que o registrado em 2019, período pré-pandemia, quando mais de 119 milhões de pessoas tinham usado o modal aéreo para se locomover. Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), trata-se do menor volume de viajantes desde 2005 — naquele ano o setor transportou 49 milhões de pessoas.

Gol transporta o maior volume de passageiros em 2020; Azul lidera decolagens

Outro indicador bastante afetado no período foi de número de voos realizados pelas companhias aéreas no mercado doméstico e internacional. No ano passado, as empresas realizaram 465 mil decolagens, número 51% menor do que foi registrado nos 12 meses do ano anterior. Esse e outros indicadores foram publicados nesta quinta-feira (12) por meio do Anuário do Transporte Aéreo, de autoria da própria Anac. 976No Brasil, de abril a dezembro de 2020, o número de voos domésticos foi 64% menor do que realizado no mesmo período de 2019. No acumulado do ano, o total de decolagens efetuadas foi 49,5% inferior do que um ano antes. O mercado internacional teve impacto ainda mais severo no ano passado. De abril a dezembro, a média de decolagens realizadas foi 76% menor do total apurado um ano antes.

Aeroportos

Em 2020, o aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, continuou sendo o terminal com o maior número de passageiros pagos transportados no país, com 7,9 milhões. O valor representa 17,5% dos 45,1 mi de pessoas que viajaram em voos nacionais no ano passado. O aeroporto de Brasília, no Distrito Federal, ganhou uma posição no ranking na comparação com os números de 2019, ficando na segunda posição, com 3,8 milhões (8,4%).

854

Ranking dos aeroportos mais movimentados

Já o aeroporto de Congonhas, em São Paulo, inverteu de posição com o de Brasília. Em 2020, ao todo, 3,4 mi de passageiros (7,5%) passaram pelo terminal da capital paulista. Os terminais de Viracopos, em Campinas, com 3 milhões (6,8%), e Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com 2,5 milhões (5,5%), fecharam a lista dos cinco primeiros.

Receba nossas newsletters
 

Todo o conteúdo produzido pelo Mercado & Eventos é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo sem autorização do Mercado & Eventos.

Para compartilhar esse conteúdo, utilize uma das formas de compartilhamento dentro da página.