Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Hotelaria / Turismo em Dados

Accor chega a 820 mil quartos, fatura 5 bilhões de euros e cresce 23% em RevPar em 2023

● Com 10 hotéis e 1,3 mil quartos abertos, Américas ganha destaque nos resultados globais
● Região constatou crescimento de 15% de RevPar em 2023 e recebeu 19 novos contratos
● Números foram impulsionados pelo aumento da diária média e alta demanda de lazer
● Globalmente, quase 300 hotéis foram inaugurados pela Accor no ano passado
● Um dos principais mercados do Grupo nas Américas é o Brasil, com mais de 330 hotéis
● Brasil conta hoje com 340 hotéis e mais de 54 mil quartos da Accor
● Previsão é chegar a 600 hotéis em todas as Américas até 2028, sendo 60% no Brasil

Thomas Dubaere CEO da Accor para Americas com executivos lideres Accor chega a 820 mil quartos, fatura 5 bilhões de euros e cresce 23% em RevPar em 2023

Thomas Dubaere, CEO da Accor para Américas, com executivos líderes da região

SÃO PAULO – A Accor divulgou seus resultados financeiros globais de 2023 nessa quinta-feira (22). E nesta sexta-feira (23), o CEO da Accor para as Américas, o COO para o Brasil e o diretor de Desenvolvimento para as Américas, Thomas Dubaere, reuniu parte da imprensa para um café da manhã especial de apresentação dos “excelentes resultados” alcançados durante o ano passado, fruto da presença da rede em 110 países, com 45 marcas, e mais de 230 mil colaboradores.

Globalmente, a Accor registrou uma receita de 5,05 bilhões de euros, alta de 20% em relação a 2022, e crescimentos de +2,4% no portfólio de quartos e +4,2% no pipeline, com recorde de assinaturas de contratos. O RevPar, por sua vez, constatou um aumento de 23% em relação a 2022, enquanto o EBITDAR superou 1 bilhão de euros, alta de 49%. No geral, a rede chegou a 821 mil quartos por mais de 5 mil hotéis, com a abertura de 291 hotéis e 41 mil quartos. Há outros 225 mil quartos e 1.315 hotéis em pipeline.

“Hoje temos um crescimento contínuo para o grupo, com resultados financeiros sólidos em quase todos os países que atuamos, inclusive acima de 2019, alimentados pela alta demanda global, com grandes gastos em experiência de lazer”

Nas Américas, as divisões “Premium, Midscale & Economy” e “Luxury & Lifestyle” do Grupo tiveram juntas um aumento de 15% no RevPAR em 2023 (considerando apenas a divisão PM&E, o RevPAR cresceu 20%). Segundo o CEO da Accor, os números foram impulsionados principalmente pelo aumento da diária média, mas também beneficiados pela alta demanda de lazer, realização de grandes eventos de entretenimento, retorno de convenções tradicionais e viagens corporativas.

Thomas Dubaere CEO da Accor para Americas Accor chega a 820 mil quartos, fatura 5 bilhões de euros e cresce 23% em RevPar em 2023

Thomas Dubaere, CEO da Accor para as Américas, o COO para o Brasil e o diretor de Desenvolvimento para as Américas

“O início de 2023 ainda foi um pouco complicado. Com a pandemia, planejávamos perder de 10% a 15% do nosso business porque estavam todos em casa, mas felizmente ao final de 2023, vimos que isso tudo mudou. Em 2019, por exemplo, tivemos 1,5 bilhão de viajantes globais. Durante a pandemia, esse número caiu para 400 milhões. Ao fim de 2023, voltamos a 1,2 bilhão de viajantes. E os estudos apontam que em 2024 vamos chegar a 1,5 bilhão, ao mesmo nível do pré-pandemia”, disse Thomas.

Números foram impulsionados principalmente pelo aumento da diária média, alta demanda de lazer, grandes eventos de entretenimento, retorno de convenções tradicionais e viagens corporativas. “A demanda, que permaneceu forte e chegou perto dos níveis de 2019, chegará aos niveis pré-pandemia já em 2024”

Segundo o CEO, é a prova que a indústria do Turismo é muito resiliente. “E hoje temos um crescimento contínuo para o grupo, com resultados financeiros sólidos em quase todos os países que atuamos, inclusive acima de 2019, alimentados pela alta demanda global, com grandes gastos em experiência de lazer. A demanda, que permaneceu forte e chegou perto dos níveis de 2019, chegará aos niveis pré-pandemia já em 2024”, destacou Dubaere.

O executivo destacou ainda a importância do mercado brasileiro, que receberá 60% dos 150 novos hotéis que a Accor pretende inaugurar até 2028. “O Brasil representa 8% dos resultados globais da Accor. É uma das seis regiões prioritárias para nós e primordial para o nosso crescimento futuro. Estamos há mais de 40 anos no Brasil, logo é crucial continuar investindo no país”, destacou o CEO da Accor para as Américas.

Abertura de 10 hotéis e assinatura para mais 19 unidades nas Américas

Screenshot 2024 02 23 at 10.40.08 Accor chega a 820 mil quartos, fatura 5 bilhões de euros e cresce 23% em RevPar em 2023

Hotéis abertos no Brasil em 2023, na ordem da esquerda para direita: ibis Guarapuava, ibis Tubarão, ibis budget Pindamonhangaba, ibis Styles Presidente Prudente Portal D’Oeste, ibis Styles Manaus, ibis Barra do Garças e Hotel Araraquara by Mercure (Divulgação)

Da Argentina ao Canadá, a Accor possui atualmente 554 hotéis na região das Américas – sendo 449 da divisão Premium, Midscale & Economy (PM&E) e 105 de Luxury & Lifestyle (L&L). No Brasil, são 340 hotéis e 54 mil quartos. Em ritmo de desenvolvimento acelerado, foram assinados 19 contratos na divisão PM&E Américas (totalizando 2.878 quartos) em 2023, com destaque para o primeiro hotel da marca Handwritten Collection, localizado no destino de Nuevo Vallarta (México).

“No Brasil, continuamos com a estratégia de desenvolver grandes hotéis na capitais, com aberturas em Manaus e Goiânia, mas também desenvolvendo novos empreendimentos no interior, com destaque para o agronegócio. Cidades como Sinop e Sorriso, por exemplo, que não imaginávamos que contariam com hotéis da Accor, hoje já recebem hotéis internacionais. São regiões integradas à nossa estratégia”, disse Abel Castro, VP Sênior de Desenvolvimento de Negócios da Accor na América do Sul.

“No Brasil, continuamos com a estratégia de desenvolver grandes hotéis na capitais, com aberturas em Manaus e Goiânia, mas também desenvolvendo novos empreendimentos no interior, com destaque para o agronegócio”

Desses contratos, 90% são franquias e 40% representam conversões, dois modelos de negócios que continuarão com foco prioritário. Já na divisão Luxury & Lifestyle Américas houveram 9 assinaturas (equivalentes a 2,2 mil quartos). A expansão no segmento de Branded Residences também está na mira do Grupo, que assinou recentemente o contrato para o projeto de luxo do Faena São Paulo. Ao todo, o grupo possui 113 hotéis em pipeline (77 hotéis da divisão PM&E e 36 L&L).

ABERTURAS – Sobre aberturas, no ano passado, a Accor inaugurou 10 hotéis PM&E na região, somando cerca de 1,3 mil quartos ao portfólio, tais como: ibis Styles Campinas, ibis budget Pindamonhangaba, By Mercure Araraquara, ibis Styles Manaus, ibis Guarapuava, ibis Barra do Garças, ibis Styles Presidente Prudente Portal D’Oeste e ibis Tubarão– no Brasil, Novotel Mexico City Centro Histórico – no México, e ibis Styles Guayaquil – no Equador.

LÍDER NA ABRACORP – Em 2023, o Grupo também liderou o ranking de vendas das associadas da Abracorp (Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas), tanto no nacional quanto internacional. Foram comercializadas mais de 1,6 milhão de diárias, somando as vendas no mercado doméstico e para hotéis do exterior.

MAIS DE 9 MIL VAGAS ABERTAS EM 2024 – Em meio a este sucesso, a Accor contratou 7,8 mil colaboradores na região e realizou quase 130 mil horas de treinamentos em 2023. Agora, a rede tem como objetivo contratar mais de 9 mil profissionais em 2024. As vagas serão publicadas no site careers.accor.com ao longo do ano.

RITMO DE ABERTURA DEVE CONTINUAR EM 2024 – Para 2024, o ritmo de assinaturas deve continuar. São 15 aberturas programadas e mais de 3 mil quartos. Já para possíveis novas assinaturas, a Accor focará em franquias, conversões e hotéis de lazer, que serão prioridades e estão cada vez mais importantes no mercado brasileiro. A previsão é chegar a 600 hotéis em todas as Américas até 2028, sendo 60% das aberturas no Brasil e outros 40% nas Américas.

Foco no crescimento das marcas Premium, Midscale & Economy na região

Novotel RJ Parque Olímpico 12 Accor chega a 820 mil quartos, fatura 5 bilhões de euros e cresce 23% em RevPar em 2023

Nos próximos três anos, o Grupo aproveitará a força de suas marcas historicamente mais populares na região, como Pullman, ibis e Novotel (Divulgação)

A Accor definiu o seu plano de crescimento e desenvolvimento da divisão de hotéis Premium, Midscale & Economy em toda a região das Américas, que inclui América do Sul, América Central, Caribe, México, Estados Unidos e Canadá. Neste perímetro, a empresa se prepara para um crescimento forte na divisão PM&E, que pretende aumentar o seu portfólio atual de 450 hotéis para 600 nos próximos quatro anos, principalmente em países onde detém liderança de mercado, como o Brasil.

Nos próximos três anos, o Grupo aproveitará a força de suas marcas historicamente mais populares na região, como Pullman, ibis e Novotel, ao mesmo tempo em que introduzirá marcas mais novas e propícias a conversões de hotéis e oportunidades de franquias, como Handwritten Collection e TRIBE. Um dos principais mercados do Grupo nas Américas é o Brasil, onde a Accor é número
um no setor hoteleiro, com 340 hotéis e 54 mil quartos.

A Accor promove o crescimento das suas marcas premium, como Pullman Hotels & Resorts, em rápido crescimento – no caminho certo para atingir uma presença de aproximadamente 250 hotéis Pullman em todo o mundo durante os próximos quatro anos

A Accor tem como objetivo manter a sua liderança em todos os segmentos, ao mesmo tempo que promove o crescimento das suas marcas premium, como Pullman Hotels & Resorts, em rápido crescimento – no caminho certo para atingir uma presença de aproximadamente 250 hotéis Pullman em todo o mundo durante os próximos quatro anos. Swissôtel Hotels & Resorts é mais uma das marcas premium mundialmente reconhecidas da Accor que deve estrear no Brasil.

Em outros segmentos, a Accor expandirá Handwritten Collection nas Américas e também trará a TRIBE – uma marca ousada que oferece aos viajantes que desejam hotéis com design a preços acessíveis – para o Brasil, com seu primeiro destino em Belo Horizonte. Já no México, a divisão Premium, Midscale & Economy da Accor tem aproximadamente 30 propriedades, com um plano para duplicar este número principalmente através da expansão das suas tão conhecidas marcas ibis, Mercure e Novotel.

Loyalty

card classic Accor chega a 820 mil quartos, fatura 5 bilhões de euros e cresce 23% em RevPar em 2023

Associados brasileiros do programa geraram 50% a mais de receita para os hotéis em 2023 em relação a 2022 (Divulgação)

O programa de fidelidade lifestyle ALL – Accor Live Limitless continua com forte desempenho. Quase metade dos clientes que ficam nos hotéis da Accor são associados ALL. E nota-se um aumento do engajamento no programa através dos parceiros, como bancos e outros programas, com quase três vezes mais pontos transferidos para o ALL em 2023 versus o histórico em 2021.

Outro destaque é que os associados brasileiros do programa geraram 50% a mais de receita para os hotéis em 2023 em relação a 2022. Já o ALL Signature, primeiro clube de assinatura focado em hotelaria do Brasil, completa um ano com importantes resultados: sua base de clientes entrega três vezes mais receita para os hotéis do que outros membros do ALL.

Sustentabilidade

Sustentabilidade nature gfb2511b00 1920 Accor chega a 820 mil quartos, fatura 5 bilhões de euros e cresce 23% em RevPar em 2023

Um dos focos da estratégia de Sustentabilidade do Grupo é contribuir para a neutralidade global de carbono até 2050, zerando suas emissões de carbono (Divulgação)

Um dos focos da estratégia de Sustentabilidade do Grupo é contribuir para a neutralidade global de carbono até 2050, zerando suas emissões de carbono. Neste cenário, o setor de Alimentos & Bebidas é a segunda maior fonte de emissões de carbono, responsável por 10% a 15% dos gases de efeito estufa – atrás apenas do consumo de energia. E a Accor tem promovido iniciativas para reduzir esse impacto.

Uma delas é o incentivo à alimentação-plant based: 72% dos hotéis da região das Américas já possuem opções à base de plantas em seu cardápio, diminuindo a pegada de carbono dos serviços de A&B e promovendo o bem-estar animal, além da economia de água e outros recursos naturais. Ainda no pilar de alimentação, 37% dos hotéis já medem o desperdício de alimentos com o objetivo de reduzir progressivamente este indicador.

Entre as iniciativas que também se destacam no Grupo está o processo de certificação de ecolabels nos hotéis. Nas Américas, 46 unidades já receberam certificados locais por iniciativas sustentáveis, com base nos critérios aprovados do Global Sustainable Tourism Council (GSTC).

Na região, 85% dos hotéis já eliminaram 57 itens de plástico de uso único da experiência dos hóspedes. Para sensibilizar os nossos colaboradores, lançamos novos módulos do nosso programa de treinamento School For Change, que abordam aspectos como as alterações climáticas, perda de biodiversidade, impacto na sociedade e direitos humanos, ajudando colaboradores a agirem em vários níveis.

Receba nossas newsletters