Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Aviação / Destinos

Aeroporto de Hong Kong proíbe trânsito de passageiros de mais de 150 países

Hong Kong recebeu 26,6 milhões de visitantes internacionais em 2017

Visitantes até podem entrar na cidade, mas desde que sejam vacinados e submetidos a quarentena de 21 dias

O aeroporto de Hong Kong proibiu o trânsito de passageiros de mais de 150 países a partir de domingo (16), para evitar a propagação da Covid-19. A suspensão, que afeta países classificados como de “alto risco” pelas autoridades de Hong Kong, vai vigorar durante um mês. O objetivo é controlar a propagação da variante Ômicron

A medida amplia lista de países que já eram alvo de suspensão, como Austrália, Canadá, Estados Unidos, França, Índia, Paquistão, Filipinas e Reino Unido, e agora incluem passageiros procedentes de Portugal , Angola, Moçambique, e Cabo Verde. Os visitantes até poderão entrar na cidade, desde que sejam vacinados e submetidos a quarentena de 21 dias.

Juntamente com a China continental e Macau, Hong Kong é um dos últimos lugares do mundo a aderir à estratégia “covid zero”, que consiste em evitar a propagação do coronavírus a todo o custo.

As autoridades estão em alerta desde um pequeno surto local da Ômicron em restaurante, que desencadeou campanhas maciças de testes, rastreio frenético de casos de contato, fechamento de bares, instalações desportivas, escolas, cinemas e museus, bem como o encerramento dos serviços de restaurantes a partir das 18h.

Fonte: Agência Brasil

Receba nossas newsletters
 

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link https://www.mercadoeeventos.com.br ou utilizando uma das formas de compartilhamento dentro da página. Todo o conteúdo produzido pelo Mercado & Eventos é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo sem autorização.